Google+ Badge

19/08/2015

A REFLEXOLOGIA E OS CHAKRAS

        Reflexologia e suas relações com os chakra.                            

        A reflexologia é o desenvolvimento de uma antiga técnica terapêutica, que sugere refletir nas solas dos pés e nas palmas das mãos, todo o nosso corpo. Ela usa a pressão das pontas dos dedos nos pés ou nas mãos para aliviar a dor ou os bloqueios energéticos em várias partes do corpo. A reflexologia demonstra que a energia prânica circula em nosso corpo físico. É uma técnica eficaz porque a energia termina nos pés ou nas mãos. Se a circulação de energia estiver de alguma maneira bloqueada, ela aparecerá na área reflexa como um ponto dolorido.
        Na reflexologia, o corpo é dividido em dez zonas que correspondem às partes especificas das solas dos pés, e das mãos. A área mais importante de tratamento para manter o equilíbrio dos chakras é o reflexo espinhal, que corre ao longo do arco do pé, desde o calcâneo até o topo do dedão do pé. Se estiver tratando a si mesmo, pressione cada área reflexa do pé com firmeza por 30 segundos.
        Uma maneira de dar cor às áreas reflexas dos chakras é visualizar fortemente a cor, que corresponde ao chakra,canalizando-a para as áreas, enquanto você segura os pés e pressiona o ponto. 
        Quando você usar cristais na reflexologia não se esqueça de limpa-los antes e após o uso.


15/05/2015

MANDALA

       A mandala é um termo sânscrito que designa os diagramas ou círculos simbólicos utilizados para exercícios de meditação, concentração e também em operações de magia branca. Diagrama Hindu, denominado Yantra, a mandala simboliza o universo, o cosmo, a harmonia, a integração, a energia, o divino, a magia.
       A origem das mandalas remonta o século VIII a. C., encontradas nas expressões artísticas e religiosas das artes rupestres. No budismo e no hinduísmo, as mandalas são utilizadas como ferramenta de meditação. A mandala hindu simboliza um espaço sagrado central, uma vez que é o símbolo espacial de Purusha, a presença divina do centro do mundo; também dedicados a Shiva, Prithivi, Brahma.
       No Tibet, a mandala simboliza o universo espiritual e material, também utilizado na meditação, símbolo cósmico e divino. No centro
da mandala tibetana, representada pela energia do cosmos, as divindades budistas, Hevjara e Nairatman vivem num palácio. No quadrado, há quatro passagens que simbolizam: gentileza, compaixão, serenidade e simpatia. Os monges tibetanos acreditam que as mandalas de areia coloridas possuem efeitos curativos e energéticos.
Borobodur é o maior templo budista, situado na cidade de Java, construído nos séculos VIII a IX em forma de mandala, simbolizando o cosmos e o caminho do esclarecimento. Formado por um círculo rodeado por um quadrado viradas para os quatro pontos cardeais, o monumento é decorado com 504 estátuas de Buda e 1460 painéis que retratam histórias budistas.
       A estrutura básica da Mandala consiste de um centro (símbolo da totalidade, da divindade, da consciência superior ou cósmica) e de uma quantidade de formas dispostas geométrica ou circularmente ao redor do centro (formas essas que representam as inúmeras facetas da personalidade humana e as infinitas formas do universo manifestado).

06/02/2015

PEDRA DA LUA

        Já nos tempos dos gregos e romanos, a Pedra da lua desempenhava importante papel e era considerada como sendo a pedra da força, que aumentava as influências da lua na Terra.  Era, portanto, não somente venerada como pedra mágica de cura e de proteção, como consumida em forma de chá, com o intuito de proteger contra as piores doenças. Nos países árabes, até os dias de hoje, a Pedra da lua é considerada a pedra abençoada da família, principalmente das mulheres, às quais proporciona grande número de filhos, fertilidade e dedicação ao amor. Por isso as mulheres na Índia, no Sri Lank e em todos os países árabes, costumam fixar uma Pedra da lua em seus trajes, para o equilíbrio da alma e a manutenção da saúde.Os gregos  também denominavam a pedra como Afroselene, em homenagem as deusas da Lua: Afrodite e Selen.
        Atua no corpo sutil dos seres humanos. . Na Índia, a pedra da lua é considerada uma pedra sagrada e, consequentemente, muito utilizada na joalheria. Ela representa a energia da lua, da feminilidade. Por isso, é associada às emoções e ao subconsciente. Dizem que usá-la acalma a mente, diminui o stress e a ansiedade, dá acesso ao significado oculto dos sonhos e aumenta o poder de sedução.