Google+ Badge

19/05/2014

1° chakra


Muladhara chacra
(Chacra Raiz)
Nome em sânscrito: MULADHARA ("Base e fundamento"; "Suporte")
Mantra: Lam.
Pétalas: 4.
Localização: Base da Espinha.
Cor: Vermelho.
Elemento: Terra.
Funções: Traz vitalidade para o corpo físico.
Qualidades Positivas: Coragem, Estabilidade. Individualidade, Paciência, Saúde, Sucesso e Segurança.
Qualidades Negativas: Insegurança, Raiva, Tensão e Violência.
O primeiro chacra (conhecido como Chacra Base ou Raiz), situado na base da espinha dorsal, é responsável pela energização geral do organismo, e por ele penetram as energias cósmicas mais sutis, que a seguir são distribuídas pelo corpo. Quando esse chacra é estimulado, propicia uma boa captação energética.


7º chakra

Sahasrara padma
(Chacra Coroa)
Nome em sânscrito: SAHASRARA ("O Lótus das mil pétalas")
Mantra: Aum.
Pétalas: 1000.
Localização: No topo da cabeça, bem no centro.
Cor: Violeta e Branco.
Elemento: Todos os elementos.
Funções: Revitaliza o cérebro.
Qualidades Positivas: Percepção além do tempo e do espaço. Abre a consciência para o infinito.
Qualidades Negativas: Alienação, Confusão, Depressão e Falta de Inspiração.
O sétimo é o mais importante dos chakras, situa-se no alto da cabeça e relaciona-se com o padrão energético global da pessoa. Conhecido como chakra da coroa, é representado na tradição indiana por uma flor-de-lótus de mil pétalas na cor violeta. Através dele recebemos a luz divina. A tradição de coroar os reis fundamenta-se no princípio da estimulação deste chakra, de modo a dinamizar a capacidade espiritual e a consciência superior do ser humano.


6º chakra

Ajña chacra
(Chacra Frontal)
Nome em sânscrito: AJÑA ("O Centro de comando")
Mantra: Om.
Pétalas: 2.
Localização: Na glabela (espaço entre as sobrancelhas).
Cor: Azul indico.
Elemento: Nenhum (chakras espirituais não tem elemento).
Funções: Revitaliza sistema nervoso e a visão.
Qualidades Positivas: Concentração, Devoção, Intuição, Imaginação, Realização da alma e Sabedoria.
Qualidades Negativas: Dores de cabeça, Medo, Problema nos olhos, Pesadelos e Tensão
O sexto chacra situa-se no ponto entre as sobrancelhas. Conhecido como "terceiro olho" na tradição hinduísta, está ligado à capacidade intuitiva e à percepção sutil. Quando bem desenvolvido, pode indicar um sensitivo de alto grau. Enfraquecido aponta para um certo primitivismo psico-mental ou, no aspecto físico, para tumoração craniana.


5º chakra

Visuddha chacra
(Chacra Laríngeo)
Nome em sânscrito: VISUDDHA ("O purificador")
Mantra: Ham.
Pétalas: 16.
Localização: Na garganta.
Cor: Azul claro.
Elemento: Éter.
Funções: Som, vibração, comunicação.
Qualidades Positivas: Comunicação, Criatividade, Conhecimento, Honestidade, Integração, Lealdade e Paz.
Qualidades Negativas: Depressão, Ignorância e Problemas na comunicação.
O quinto chacra fica na frente da garganta e está ligado à tireóide. Relaciona-se com a capacidade de percepção mais sutil, com o entendimento e com a voz. Quando desenvolvido, de forma geral, indica força de caráter, grande capacidade mental e discernimento. Em caso contrário, pode indicar doenças tireoidianas e fraquezas de diversas funções físicas, psíquicas ou mentais.


4º chakra

Anahata chacra
(Chacra cardíaco)
Nome em sânscrito: ANAHATA ("Invicto"; "Inviolado")
Mantra: Yam.
Pétalas: 12.
Localização: Coração.
Cor: Verde (cura e energia vital); Rosa (Amor).
Elemento: Ar.
Funções: Energiza o sangue e o corpo físico.
Qualidades Positivas: Amor incondicional, Compaixão, Equilíbrio, Harmonia e Paz.
Qualidades Negativas: Desequilíbrio, Instabilidade emocional, Problemas de coração e circulação.
O quarto chacra situa-se na direção do coração. Relaciona-se principalmente com o timo e o coração. Sua energia corresponde ao amor e à devoção, como formas sutis e elevadas de emoção. Quando ativado desenvolve todo o potencial para o amor altruísta. Os sentimentos humanos egoístas desaparecem e nasce em si uma canalização para tudo que recebe e sente, iniciando o caminho para a consciência. Quando enfraquecido indica a necessidade de se libertar do egoísmo e de cultivar maior dedicação ao próximo. No aspecto físico, também pode indicar doenças cardíacas.


3º chakra


Manipura chacra
(Chacra do Plexo Solar)
Nome em sânscrito: MANIPURA ("Cidade das Jóias")
Mantra: Ram.
Pétalas: 10.
Localização: Zona da barriga.
Cor: Amarelo.
Elemento: Fogo.
Funções: Digestão, emoções e metabolismo.
Cristais: Âmbar, Olho de Tigre e Ouro.
Qualidades Positivas:
Auto controle, Autoridade, Energia, Humor, Imortalidade, Poder pessoal e Transformação.
Qualidades Negativas: Medo, Ódio, Problemas digestivos e Raiva.
O terceiro chacra (conhecido como Chakra do Plexo Solar) localiza-se na região do umbigo ou do plexo solar, e está relacionado com as emoções. Quando muito energizado, indica que a pessoa é voltada para as emoções e prazeres imediatos. Quando fraco sugere carência energética, baixo magnetismo, suscetibilidade emocional e a possibilidade de doenças crônicas



2º chakra

Swadhisthana chacra
(Chacra órgão genital e base da barriga)
Nome em sânscrito: SWADHISTANA ("Morada do Prazer")
Pétalas: 6.
Mantra: Vam.
Localização: Abaixo do umbigo.
Cor: Laranja.
Elemento: Água.
Funções: Força e vitalidade física.
Qualidades Positivas: Assimilação de novas ideias, Dar e Receber, Desejo, Emoções, Mudanças, Prazer, Saúde e Tolerância.
Qualidades Negativas: Confusão, Ciúme, Impotência, Problemas da bexiga e Problemas Sexuais.
O segundo chacra (conhecido como Chacra esplênico, sacro ou do baço), relaciona-se com o poder criador da energia sexual. Quando esse chacra está enfraquecido indica distúrbios da sexualidade ou disfunções endócrinas. Quando excessivamente energizado, indica excesso de hormônios e sexualidade exacerbada.


CHAKRA


        A palavra chakra vem do sânscrito e significa “roda”/”disco”/”centro”/”plexo”. Nesta forma eles são percebidos como vórtices (redemoinhos) de energia vital, esferas girando em alta velocidade, vibrando em pontos vitais do nosso corpo.
        Os Vedas (5.000 AC) contêm os mais antigos registros sobre chakras de que tem notícia. Quando foram escritos o Yoga já sistematizava o conhecimento e o trabalho energético dos chakras. São sete os chakras dispostos desde a base da coluna vertebral até o alto da cabeça e cada um corresponde a uma das sete principais glândulas do corpo humano. Cada um desses chakras está em estreita correspondência com certas funções físicas, mentais ou espirituais.           Num corpo saudável, todos os vórtices giram numa grande velocidade, permitindo que o “prana” (energia) flua para cima por intermédio do sistema endócrino. Mas se um desses centros começa a diminuir a velocidade de rotação, o fluxo de energia fica inibido ou bloqueado e disso resulta a doença.
        O corpo físico tem ligação sutil com o mundo astral. É através do desequilíbrio desta energia vital que as pessoas adoecem e acabam obstruindo a ligação com o divino. Esta é a causa das doenças e as crises emocionais. É muito comum ver pessoas que acabam somatizando e transformando energias negativas como depressão, raiva, solidão em doenças físicas como cânceres e outras mais graves. No corpo físico tem pontos que quando ativados fazem fluir a energia vital nos trazendo alegria principalmente saúde.


03/05/2014

VINE




        A flor da videira trabalha a transformação. Ensina a agir no coletivo pela sabedoria e liderança, respeitando a individualidade, acreditando no nosso eu interior e no poder transformador do qual temos dentro de nós.
        Vine negativo pode ser ganancioso, tirano e ambicioso, pode também ser fanático. Ele é frio com o olhar apagado (sem vida) ou fulminante (como um tirano) ou ainda como um viciado (que não fixa o olhar foge da própria consciência).  Age como se a outra pessoa agisse por ele, não têm consciência do que é correto e não sente culpa. Os sentidos podem estar diminuídos graças à frieza de seus sentimentos. Desenvolve alegrias de pulmão (por sufocar sua personalidade) ou na pele (que o faz sofrer pela aparência). O desequilíbrio no plexo solar leva-o a ter problemas desde a boca até os intestinos.
        A área do baço e pâncreas mostra-se alterada e algumas pessoas desenvolvem diabetes por causa da ausência de luz interior e pelo desequilíbrio do plexo solar. Os pés, símbolo da alma, podem estar sujeitos a eczemas e torções, sinalizando atenção para fazer a conexão com a alma. A sexualidade em desequilíbrio leva a insatisfação e a usar o outro sem respeito.         
        Foge para vícios álcool, drogas, tabagismo, ou alimentando-se de modo destrutivo (obesidade e anorexia) por negar e matar seu corpo, não se permite sentir. É comum ter alterações no colesterol, triglicerídeos, glicemia em decorrência da rigidez.





VERVAIN




        Essência que orienta o poder criativo para realização do ideal. Pela força do amor, organiza nosso espaço interior e sua manifestação no exterior, pelo contato com o mundo.
Equilibra os sistemas parassimpático e simpático, para que não ocorra excesso de respostas, mas traga a real tranquilidade.
        Existem dois tipos de vervain. Um caracteriza-se por ser apático, medroso, contido pelo descontentamento e pela decepção de vida, indo para o lado depressivo. O outro é irritável, explosivo, apaixonado, queimando todo seu potencial por ser mal direcionado pela euforia.    Às vezes oscilam períodos entre uma fase e outra. Porém os dois tipos de vervain são pessoas estressadas, insatisfeitas e que fazem varias atividades ao mesmo tempo.
        Vervain negativo tem a face marcada pelo estresse, pode desenvolver tiques por descarga nervosa, bruxismo, roer as unhas ou outros maneirismos com a boca.
As ideias são rígidas e fixas, não sabe direcionar seu potencial. É apaixonado, vibrando com tudo que faz, mas se for apenas euforia, decepciona-se e abandona tudo.
        Forma couraças musculares pelo corpo (por princípios rígidos e fixos) joga a energia apenas par o exterior a cada prova. Por sentir-se obrigado a superar limites pode ter dores violentas que descarregam no plexo solar, acarretando cólicas intestinais e cãibras. Os rins (órgãos que descarregamos as expectativas de vida) estão sujeitos a infecções ou cálculos por jogar muita expectativa dos outros me cima de si mesmo. Em decorrência do estresse pode fazer febres (por ultrapassar os limites corporais) e o coração tornar-se vulnerável a várias patologias.





SWEET CHESTNUT




        Esta essência trabalha a serenidade e confiança.       Sweet chestnut é lutador, demonstra o sofrimento no corpo, tem os pensamentos confusos, é muito preocupado e de tanto pensar pode ter dores de cabeça terríveis (por exaustão, não tem forças para jogar as situações, toxinas e pensamentos para fora).
        Demonstra o sofrimento no corpo e tem vitalidade muito baixa, em razão da falta de resposta do simpático, parassimpático e do timo (defesa do corpo). Portanto seu animo pode demonstrar falsa apatia, porém é muito mais profundo com muito cansaço e tristeza.
        É o contrário das essências do medo, em que as respostas do simpático e parassimpático estão altas.
        O pulmão é afetado (descarrega a tristeza) podendo apresentar vários tipos de patologia. O intestino grosso geralmente está em baixa, com constipação pela falta de vitalidade (pulmão em baixa afeta o intestino grosso) e a bexiga também, falta força para eliminação e pode ter tendências a infecções urinárias de repetição.
        Pode ocorrer insônia por pensar demais, ou ter sono profundo pela exaustão.
       
Em fases terminais, quando a resposta vital é nula, sem decidir para qual lado vai, o Sweet chestnut dá força de ressurreição para voltar à vida ou passar para a outra, trazendo paz após tanto sofrimento.