Google+ Badge

15/08/2013

WALNUT


       
       Quando estamos num momento de mudança passamos por quatro fases:  
        1) negação, 2) resistência, 3) exploração, 4) comprometimento.
       Os primeiros sinais da mudança acontecem na fase da negação. Aqui a tentativa é preservar o sucesso e o conforto do passado ignorando sinais de que este tempo acabou. A negação pode ajudar um indivíduo a minimizar a ansiedade e desconforto durante a fase inicial de uma mudança. No entanto, a negação torna-se destrutiva quando uma pessoa continua recusando-se a aceitar evidências fortes de que a mudança é necessária.
       A resistência dá às pessoas tempo para testarem o novo terreno e ganharem segurança de que terão sucesso na nova maneira de fazer as coisas. Essa fase também traz à tona questões que devem ser tratadas para poder desenvolver um plano de mudança que funcione. Pode ser destrutiva quando o indivíduo se recusa a tentar novas maneiras de proceder – mesmo depois que essas questões tenham sido resolvidas – ou quando se atinge um estado de desesperança, ocorrendo assim à expressão comum de preocupações ou medos que aparecem durante um período de transição e/ou incerteza. A mudança geralmente requer comportamentos fora dos padrões confortáveis, estabelecidos e, portanto, aumenta o sentimento de insegurança.
       Na fase da exploração é o exame ativo das possibilidades que uma nova situação traz. Ela ocorre quando as pessoas aceitam que a mudança está ao seu alcance e desejam se tornar protagonistas no processo e também beneficiar-se dessa nova perspectiva. A necessidade de participar é grande e a criação de novas ideias é inevitável. Se a expressão dessa energia e entusiasmo for  ignorada, o indivíduo pode tornar-se cínico e voltar à resistência.
       Na última fase, a de comprometimento, é o momento de aceitar a mudança e estar pronto para torná-la parte da vida. Há uma sensação natural de unidade e alívio. A esta altura, as pessoas decidiram por um plano e está assumindo a responsabilidade por fazer a mudança acontecer. Começam a olhar para o futuro e a se concentrar no que precisa ser feito para que a nova situação evolua. Há também uma tendência de olhar para trás, de refletir sobre o que aprenderam e de agradecer àqueles que lhes ofereceram apoio.
       Você pode escolher entre vivenciar a transição de forma passiva ou exercitar habilidades que podem ajudá-lo a passar mais rapidamente pelas fases. Procure informações, apoio e recursos que o ajudem a transpor as fases. Concentre-se naquilo que pode controlar. Invista no autoconhecimento. Assuma riscos. Disponha-se a aprender coisas novas.
       Os momentos de transição na vida de uma pessoa podem ser planejados, como a aquisição de uma casa ou negócio próprio, um casamento ou um nascimento de um filho, ou imprevistos, como uma separação ou a morte de um ente querido, por exemplo. Mas, seja qual for o motivo da transição, sentimentos de medo, insegurança e ansiedade podem surgir e dificultar a adaptação frente às novas circunstâncias.
       Os Florais são instrumentos eficazes na manutenção do equilíbrio emocional frente às exigências de uma nova etapa de vida. 
        Walnut - É o remédio para mudanças: puberdade, menopausa, casamento, ou separação, ciclo menstrual irregular, para pessoas que querem se livrar de influências externas, para quem quer mudar, para quando chega o momento de dar grandes passos. Indicado para estados de transição, mudanças e hábitos arraigados.