Google+ Badge

13/04/2016

ARNICA

        Como floral, ela atua no campo sutil, no campo vital do indivíduo, e é muito usada para choques, traumas, rompimentos, rupturas, cicatrizes, que são marcas de traumas antigos ou recentes.
        Ela promove um realinhamento do nosso “tecido” energético, restaurando partes que ficaram “rompidas” e áreas dos nossos chakras que ficaram “rompidas”. É uma essência reestruturadora, que vai reencaixando e colocando a estrutura do campo vital no lugar novamente. Restaurara o encaixe, a “ligação dos pedaços”, quando houve ruptura ou rompimento que afetou o campo vital.
         Muito especialmente, a Arnica trabalha a questão do corpo do sentir, do corpo da alma, que muitas vezes se ausenta de uma área quando ocorrem traumas, dor e/ou abuso. Isso ocorre como um movimento de defesa, que faz com que a alma se ausente do corpo para diminuir o impacto do sofrimento.
        Podemos observar que pessoas que sofreram impactos grandes, cirurgias, acidentes, é como se o corpo vibrante delas tivesse saído, e estivesse fora. A Arnica ajuda a reconstruir esses encaixes, essas ligações, a transmissão da energia entre as várias áreas.Uma das características importantes da Arnica é que ela pode trazer para as áreas que sofreram traumas, uma gradual e total reconstituição da força vital, ao mesmo tempo em que se faz um trabalho consciente em cima dos traumas ocorridos, para que eles possam ser processados e liberados efetivamente.
         A pessoa que sofreu um trauma, onde as forças da vida naquela área, a capacidade dela de sentir, ficou prejudicada no nível das forças etéricas, ganha a possibilidade de se recuperar, à medida em que também faz a elaboração das questões traumáticas que criaram este desequilíbrio no fluxo das energias.